05 Pontos Críticos Dentro da Fábrica de Ração

Eng. Rafael Resende Silva

Olá Pessoal! Se no momento que esse conteúdo lhe foi entregue você está trabalhando, veja o vídeo até o fim e vá conversar com os seus responsáveis de manutenção.

Não é novidade para ninguém que a produção de ração no Brasil tem aumentado exponencialmente nos últimos anos

Contudo como sempre reforço com os meus leitores é que a manutenção dos equipamentos sempre tem ficado em segundo plano.

E pensando nas maioria das empresas que temos trabalhando hoje, estarei falando sobre 05 pontos críticos dentro de uma fábrica de ração. Esses equipamentos são fundamentais para o processo e quando ocorre uma quebra ele para todo o processo quando não reposição.

E os 05 equipamentos que devemos estar constantemente de olho são:

01- Filtros Manga:  Não foi uma nem duas vezes que cheguei em fábricas de ração de diversos portes e os gestores de fábrica reclamavam do desempenho do moinho. E claro que algumas empresas nem possuem o sistema de exaustão de instalado nos moinhos.

E esse é um outro tema que podemos aprofundar em um outro vídeo, pois moinhos sem sistema de exaustão são muito propícios a embuchamento, devido a alta temperatura dentro da câmara de moagem e até mesmo risco de incêndio.

02- Martelos e Peneiras: Esses itens trabalham em conjunto e por isso eu preferi reunir ele em um único tema. Martelos todos sabemos que tem vida útil medida em horas de trabalho ou toneladas produzidas, não importa como a sua empresa mede esse desempenho, o importante é respeitar realizando os seguintes passos:

a) Inverter a rotação dos martelos a cada novo turno de trabalho;

b) Assim que der o número de horas trabalhadas de cada lado do martelo, inverter a posição da furação dele no rotor;

Com esses dois parâmetros é possível extrair o máximo do seu equipamento.

Porém quando o assunto são as peneiras, podemos ficar ainda mais refém da equipe de manutenção. Pois as peneiras são chapas de aço perfurada, e são finas e maleáveis. Elas tem que ser desse jeito para poder vedar toda á área da câmara de moagem e assim evitar vazamentos durante o processo de moagem.

Nesse caso temos duas proteções na qual temos que ficar de olho, são as peneiras rotativas e os alimentadores na entrada do moinho, um é responsável por barrar pedras e metais não ferrosos, e o alimentador que possui um imã instalado é responsável por barrar os metais ferrosos que posso estar no meio das matérias primas.

E dentro da câmara de moagem temos o rotor, sempre que é feito a troca dos moinhos, os mecânicos responsáveis pela troca tem que montar exatamente como estava anteriormente, para evitar que ocorra os desbalanceamento desse rotor e isso possa ocasionar rompimentos de telas em excesso e quebras de martelos.

03- Conjunto de Extrusão: O conjunto de extrusão ( Camisa e Rosca) são vitais para se obter produtos bonitos e com boa qualidade, no entanto, muitas empresas trabalham com seus conjuntos de extrusão até não terem mais condição de uso.

A indústria já resolveu parte dos problemas de quem trabalha com extrusão seccionando a rosca, dessa forma é possível ir trocando por partes e reduzindo o investimento de manutenção a longo prazo.

Outra inovação da indústria são as placas de Venturi, que conseguem aumentar a pressão interna na máquina e com isso é possível estender um pouco mais a vida útil desse conjunto de até a próxima parada para manutenção.

 

 

04- Matrizes: As Matrizes como as principais peças de reposição em uma fábrica de ração trabalham contra o relógio, a partir do momento que são escaladas para para trabalhar, a sua vida útil já começa a reduzir até o momento em que não produzem um produto com qualidade. A única solução aqui é  MONITORAMENTO, temos que saber quantas horas cada matriz tem trabalhado ao longo de cada mês para podermos programar a sua reposição.

05- Esticadores: Atualmente a maioria dos transportadores dentro das fábricas de ração possuem esticadores. Esses esticadores servem para alinhar as correntes e cintas desses equipamentos de modo que eles estejam sempre trabalhando com sua máxima eficiência.

Quando isso não ocorre os equipamentos começam a desperdiçar produtos e até reduzir a sua qualidade nutricional por estar danificando eles e acelerando o processo de oxidação.

Bom pessoal esses são 5 pontos extremamente importantes dentro de uma fábrica de ração que todos devemos ficar de olho. Espero que vocês tenham gostado, e semana que vem estaremos de volta com mais informações.

Forte Abraço e até a próxima!

Eng. Rafael Resende Silva

https://youtu.be/vGVf1JtW5Cw

Martelos – Uma análise técnica do processo.

Como diminuir manutenções no moinho e conseguir rações bem formatadas?

Torne sua moagem mais eficiente – Telas do Moinho

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *