Nenhum comentário em

Rondonópolis pode chegar a 250 tanques de piscicultura em 2016

Da Redação – Viviane Petroli
Foto: Empaer

Rondonópolis pode chegar a 250 tanques de piscicultura em 2016

 Até o final de 2016 Rondonópolis pode saltar de 125 tanques de piscicultura para 250. No maior município da região Sul de Mato Grosso as espécies mais produzidas hoje são tambaqui e tabatinga. As escavações de lâminas d’água são realizadas desde 2013 pela Prefeitura visando incentivar a geração de renda extra na agricultura familiar por meio da atividade.

Desde 2013 a Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Pecuária, vem realizando escavações de lâminas d’água para a criação de peixes no município. O objetivo, de acordo com a Prefeitura, é fomentar a atividade, bem como a geração de renda extra ao pequeno produtor rural.

Hoje, são 125 tanques de piscicultura no município e a previsão é chegar a 250 até o final de 2016. O secretário de Agricultura e Pecuária de Rondonópolis, Renato Mendes, explica que além da escavação das lâminas d’água os pequenos produtores recebem apoio com o transporte do alevino, da ração e ainda recebem assistência técnica.

As espécies mais recomendadas, ressalta Renato Mendes, são o tambaqui e tabatinga pelo fácil manejo, adaptação ao clima da região e, principalmente, o custo de produção.

Conforme o secretário de Agricultura e Pecuária de Rondonópolis, a intenção “não é que o produtor tenha como atividade principal a piscicultura, mas sim que ela seja uma alternativa de renda”.

“A curto prazo queremos mostrar que com uma pequena área dentro de sua propriedade ele pode mudar a situação e ganhar mais. Devemos comprar mais uma máquina para perfuração, aumentando o suporte e o número de tanques perfurados”, salienta Renato Mendes.

Deixe uma resposta