Nenhum comentário em

Manejo do pirarucu é regulamentado no Amazonas

A medida é uma tentativa de organizar o setor com vista à sustentabilidade e permitir que esse peixe chegue nas feiras
O pirarucu é nativo da região amazônica e um dos maiores peixes de água doce do mundo
O pirarucu é nativo da região amazônica e um dos maiores peixes de água doce do mundoSíglia Souza/Embrapa
Na manhã desta quinta-feira (23), o governador do Amazonas, José Melo, assinou decreto que define o Marco Regulatório do Manejo do Pirarucu e incentiva o desenvolvimento da cadeia econômica do pescado no Amazonas.

O manejo da espécie típica da Amazônia e muito apreciada na culinária regional  deve beneficiar 3.900 pescadores do estado e garantir melhorias para o setor. A estimativa é que em 2018, pelo menos oito mil pescadores sejam atendidos.
 

A atividade regulamentada permite que a captura do pirarucu seja feita apenas na fase adulta da espécie, ou seja, acima de 1,55 metros de cumprimento.

A regulamentação é uma tentativa de organizar o setor com vista à sustentabilidade e permitir que esse peixe chegue nas feiras em uma quantidade muito maior.

O número de unidades de manejo de pirarucu no Amazonas deverá dobrar nos próximos dois anos, saindo de 22 para 50 unidades.

Entre as regras do manejo que garantem a proteção da espécie estão a proibição da pesca de filhotes do pirarucu, Com isso, além do filé do pirarucu, outras partes como , as escamas e os ossos poderão ser usadas como matéria-prima para fabricação de outros produtos, como ração de peixe e peças de artesanato.

Com informação da agência de comunicação do estado do Amazonas.

Repórter Solimões vai ao ar de segunda a sexta-feira, às 18h45 (horário de Tabatinga), naRádio Nacional do Alto Solimões (96,1 FM), uma emissora da Empresa Brasil de Comunicação (EBC).


http://radios.ebc.com.br/reporter-solimoes/edicao/2015-07/4-mil-pescadores-devem-ser-beneficiado-com-manejo-do-pirarucu-no

Deixe uma resposta