União Europeia tenta retaliar a Rússia por proibir comércio de carne suína

UE entrou com sanções comerciais na OMC de €1,39 bilhão contra a proibição de exportação para carne e produtos suínos feitas por Moscou

O governo russo vai lutar contra uma candidatura da União Europeia (UE) na Organização Mundial do Comércio (OMC) para obter permissão para impor sanções comerciais de retaliação no valor de 1,39 bilhão contra a proibição de exportação de carne suína feitas pela Rússia em janeiro de 2014 e que se prolonga até esta data. Segundo informações do portal GlobalMeatNews, o governo russo ressaltou que irá brigar contra as retaliações, caso a OMC aceite o pedido da União Europeia.

As regras impostas pela OMC permitem que ações retaliatórias sejam adotadas por países exportadores que tenham seus produtos ilegalmente bloqueados por outros membros do bloco.

Em entrevista ao portal GlobalMeatNews, um porta-voz do ministro  russo de Desenvolvimento Econômico, Maxim Oreshkin, disse que o governo discorda da decisão da OMC de bloquear suas restrições de embarque e que agora se opõe a União Europeia. Oreshkin disse ainda que a OMC não levou em consideração as alegações sanitárias que o país levantou e que ignora os alertas que a Rússia tenta levantar para com doenças existentes no bloco.

Em fevereiro de 2017, quando a OMC definiu que a proibição russa violava os regulamentos do comércio internacional, a Comissão Europeia publicou uma nota que alertava que tanto a Rússia como os outros integrantes da organização deveriam respeitar as regras internacionais e que apesar de os membros terem o direito de restringir importações, as bases sanitárias em que estas se apoiavam deveriam ser reais.

Fonte: Suinocultura Industrial

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *