Adestrar um cachorro idoso requer muita paciência e dedicação

Graças a uma série de campanhas realizadas nos últimos tempos, cada vez mais pessoas tem adotado cães idosos para dar um lar cheio de amor e carinho, além de uma velhice mais confortável. 

No entanto, sabemos que na maioria dos casos esses pets não são “treinados” para ter os comportamentos que esperamos que eles tenham e, neste caso, o melhor a se fazer é optar pelo adestramento. 

Isso porque, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é possível sim, ensinar algumas lições aos cães mesmo que eles sejam mais velhos,  conseguindo êxito e condicionando-os a fazer tarefas para uma melhor convivência. 

O que é o adestramento?

Antes de mais nada, vamos primeiro entender em que consiste o adestramento. Trata-se do ato de ensinar, disciplinar, dentre outras funções relacionadas, aplicado principalmente aos animais de estimação. 

Ele é praticado por milhares de pessoas ao redor do mundo, que desejam ensinar os seus pets comportamentos e ações que são consideradas adequadas para uma convivência mais harmoniosa. 

O adestramento também pode ser aplicado tanto para treinos básicos de obediência do animal, quanto para algum tipo específico de serviço, como é o caso dos cães policiais, que são ensinados com o objetivo de farejar rastros e evidências.

Há também quem desenvolva técnicas de adestramento para interação e recreação do animal, uma vez que pode ser focado em habilidades específicas para diferentes finalidades. 

Adestrar cães idosos é mais difícil?

Embora não seja uma tarefa fácil, não podemos dizer que o adestramento de cães idosos é impossível. Na verdade, com persistência e paciência, é completamente possível que o animal aprenda aquilo que você deseja. 

Claro que, quando comparamos os cães mais velhos com os filhotes, a tarefa pode parecer um pouco mais complicado do que ela realmente é, afinal, um cão mais velho já tem uma certa vivência, costumes e manias. 

Dicas para adestrar seu pet

Para que os ensinamentos deem certo e seu pet realmente aprenda o que você quer, será necessário uma dose extra de motivação e muito trabalho por parte dos tutores. 

Com o objetivo de te ajudar nessa missão que parece impossível, reunimos a seguir algumas dicas. Acompanhe! 

Aposte no reforço positivo

Um das principais técnicas de adestramento é a famosa atividade de recompensa. Isso significa que quando o animal adotar um comportamento que você deseja – como fazer xixi no lugar certo – você oferece a ele um petisco ou algo que ele goste . < /span>

No entanto, é importante ressaltar que o cachorro precisa ter real interesse naquilo que você está oferecendo como recompensa ou de nada vai adiantar.

Tenha paciência com o animal

Principalmente se você adotou o animal já com a idade avançada, é preciso ter em mente de que ele não irá aprender as coisas do dia para a noite. 

Isso porque, até que o animal se adapte ao novo ambiente e a nova família, será necessário uma dose extra de compreensão e paciência. 

Evite brigar muito com o cachorro e entenda que, além de uma rotina totalmente nova para ele, os animais mais velhos tendem a demonstrar suas emoções através de atos rebeldes. 

Mostre-o constantemente aquilo que você quer que ele faça

Se o seu problema está sendo com xixi e cocô no lugar errado, você deve mostrá-lo sempre que possível o lugar certo para fazer. 

Escolha um canto da casa e posicione o tapete higiênico (ou jornal) estrategicamente, deixando-o preferencialmente em um local estratégico que o animal tenha fácil acesso. 

Mostre o caminho e sempre parabenize-o quando ele fizer as necessidades no local correto.

Outra forma de resolver este problema é estipulando um horário para passear com o animal, para que ele faça suas necessidades na rua. 

Principalmente os animais com mais vivência, tendem a esperar por este momento, sem fazer grandes estragos na sua casa!

Observe atentamente o seu comportamento

Nem sempre a falta de obediência do animal significa que ele é rebelde ou não está contente com o ambiente. 

Na verdade, fazer xixi e cocô fora do lugar, bem como adotar um comportamento mais agressivo do dia para a noite pode indicar que algo não vai bem com a sua saúde. 

Nestes casos, o mais indicado é ficar atento a qualquer mudança de comportamento ou na rotina do animal e, ao menor sinal de que algo não vai bem, leve-o a um hospital veterinário 24h. 

Lá, os médicos veterinários especialistas poderão realizar todos os exames necessários para identificar a origem do problema, bem com te ajudarão a encontrar a melhor solução para isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *