Com plantel de 22 milhões de aves, avicultura gera 8,8 mil empregos diretos em MS

Mato Grosso do Sul se posicionou como espaço ideal para investimentos no setor.

Recentemente, o Mato Grosso do Sul se posicionou como espaço ideal para investimentos no setor. O setor abate 643 mil aves ao dia e, para isso, tem um rebanho de 22 milhões de aves. Sob esse aspecto, o governo do estado avalia a região com condições favoráveis para o investimento em suinocultura e avicultura.

Os dados da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro) e da Câmara Setorial da Avicultura, demonstram que o número de abates cresceu 56% nos últimos dez anos, enquanto a produção teve alta de 70% nesse período. São cinco frigoríficos instalados em cidades estratégicas do Estado e que juntos, empregam 6.444 funcionários formais na indústria de abate de aves. Nos 1.216 galpões pertencentes a 431 produtores, trabalham outros 2.432 funcionários diretos.

“O Brasil tem uma janela de oportunidades para a expansão da avicultura e suinocultura, seja para o consumo interno quanto para exportação. Nesse cenário, Mato Grosso do Sul reúne um conjunto de fatores que nos permite afirmar que somos o melhor lugar para expansão da suinocultura e avicultura no Brasil”, diz Jaime Verruck, secretário titular da Semagro.

Além disso, destaca-se a proximidade com os grandes centros de consumo do país; a atuação dos principais players do mercado nacional; disponibilidade abundante de matéria-prima para a produção de ração; programa de incentivos fiscais; oferta de crédito específico para empreendimentos do setor, com juros competitivos, por meio do FCO – Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste e estrutura fundiária adequada para esse tipo de atividade.

A maior planta frigorífica está em Sidrolândia e pertence ao grupo JBS, que também tem unidade de aves em Caarapó. A Frango Bello tem plantas em Itaquiraí e Aparecida do Taboado.  Na segunda maior cidade do Estado, está a unidade da BRF.

Fonte: Avicultura Industrial

Deixe uma resposta