Como o conforto animal melhora qualidade de vida do trabalhador

A produção de leite é uma tradição que acompanha três gerações da família de Fernando Boll, 28 anos, na Picada Feijão. Mesmo em menor quantidade, tanto os avós paternos quanto maternos se dedicavam à melhoria da qualidade dos animais, até chegar à atual melhoria genética, alimentação e consequente maior quantidade do leite. O produto é repassado à Cooperativa Piá.

 

Atualmente, 15 hectares da propriedade são dedicados à criação de gado confinado, num sistema moderno, com um pavilhão de última geração (1.100 m²) e recém-construído graças a financiamentos via Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), através da Cooperativa Sicredi. Também foi adquirido um trator via Sicredi. A ideia é seguir a tradição familiar na produção de leite, para que os jovens deem sequência ao trabalho dos pais.

Segundo explica Fernando, o apoio do Sicredi é importante para todos os produtores familiares rurais, devido ao juro baixo cobrado, de até 6,5% ao ano. “É um investimento com retorno a longo prazo, mas é pagável”, destaca Boll. A produção leiteira na propriedade alcança 700 litros/dia, o que perfaz em torno de 20 mil litros/mês.

Em que se baseiam as técnicas do conforto animal?

O conforto animal consiste num projeto de galpão sem baias, de forma que o animal entra livremente no espaço, come a ração e toma água a hora que quiser, denominado de sistema de instalação “compost barn”, criado nos Estados Unidos e que é também aplicado no Brasil e em Israel.

O objetivo é reduzir custos de implantação e manutenção, melhorar índices produtivos e sanitários dos rebanhos e possibilitar o uso correto de dejetos orgânicos (fezes e urina) provenientes da atividade leiteira. Trata-se de um grande espaço físico coberto para descanso das vacas.

O chão do pavilhão é revestido com serragem e esterco compostado para garantir aos animais conforto e um local seco para ficarem durante o ano e a compostagem do material da cama. O material é retirado depois de um determinado tempo e usado na roça.

Esse método visa oferecer aos produtores uma alternativa para elevar a produtividade, além de possibilitar maior conforto e higiene para o rebanho, diminuir doenças, aumentar a detecção de cio e a produção de leite, e diminuir o odor e incidência de moscas.

Confira galeria de fotos na propriedade da família Boll:

Deixe uma resposta