Congresso CBNA sobre micotoxinas na nutrição divulga programação

Metabólitos secundários produzidos por fungos, as micotoxinas possuem propriedades extremamente tóxicas. Elas crescem e se proliferam bem em cereais e grãos, como o milho usado na nutrição animal. Isso torna essas substâncias, que já superam a marca de 500 catalogadas, um foco de constante atenção para o setor de produção intensiva  de proteína animal e também para saúde humana.

Com cerca de 10 novas micotoxinas catalogadas por ano, traçar um panorama mundial sobre o problema é uma tarefa constante. Para contribuir com isso, o CBNA (Colégio Brasileiro de Nutrição Animal) vai debater durante a 30ª reunião anual da entidade um aspecto atual do problema, mas até certo ponto negligenciado, que é como “Esperar o Inesperado: Micotoxinas Comuns em Lugares Incomuns” — confira mais informações sobre isso em (Valor do Evento).

Será essa a diretriz que conduzirá as discussões das apresentações em torno do “Congresso sobre Nutrição de Aves e Suínos – Micotoxinas”, que ocorrerá durante a reunião anual do CBNA, de 8 a 10 de novembro no Instituto Agronômico de Campinas (SP). Os debates serão distribuídos em torno de quatro painéis para contemplar todos os aspectos do panorama mundial das micotoxinas.

Formação das micotoxinas será o painel que vai tratar dos aspectos associados ao problema no campo, da dinâmica da formação de micotoxina em silo e da certificação de silos e híbridos para uso na indústria de aves e suínos.

Análises das micotoxinas será o painel no qual serão apresentados os métodos de referência (rápidos e futuros), testes “in vitro”, “in vivo” e registro de seqüestradores.

Impacto das micotoxinas em aves e suínos tratará do problema no sistema imunológico dos animais, nos níveis de toxinas nas dietas (enfatizando os desafios de se identificar os níveis críticos de controle) e como elas afetam o desempenho zootécnico e econômico dos monogástricos.

O painel final debaterá os métodos de mitigação das micotoxinas, tais como: os processos de pré-limpeza (mesa densimétrica) e os métodos minerais, leveduras e enzimas disponíveis para dirimir o problema.

Entidade sem fins lucrativos, o CBNA se mantém graças ao alto nível das discussões que têm gerado em benefício da sociedade. Até o momento o “Congresso sobre Nutrição de Aves e Suínos – Micotoxinas” conta com o patrocínio das marcas Adisseo, Lamic, Alltech e com a colaboração da Vitafort. Para incluir novas marcas, potencializando o retorno de sua presença no evento dentro uma série de oportunidades disponíveis para patrocinadores ou colaboradores, entre em contato com CBNA por meio do fone (19) 3232-7518 e email cbna@cbna.com.br.

Fonte: Pork World

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *