Cresce produção de ovos galados em Venâncio Aires

      Nenhum comentário em Cresce produção de ovos galados em Venâncio Aires

Galado pode parecer um nome um tanto estranho, mas para a família Walker, em Linha Olavo Bilac, faz parte do vocabulário há quase 20 anos. Foi em 2000, quando já vinham de uma experiência na criação de aves, que começaram a investir na produção de ovos galados (já fecundados e que formarão pintos).

Hoje, são quatro aviários que somam 5.700 metros quadrados de área construída, com previsão de aumentar mais 100 metros em 2019. São neles que os Walker criam cerca de 30 mil matrizes por ano, além de cerca de 5 mil galos, para garantir a fecundação. ‘Recebemos as galinhas com 22 semanas e mais uns 14 dias elas começam a postura’, explica Márcia Walker, esposa do Luciano e mãe do Wellington e do Anderson, que ajudam os pais no trabalho. O negócio da família é em ‘sociedade’ com Erdson, irmão de Luciano.

A alimentação dos animais é automatizada e a família investiu na instalação de quatro silos para armazenar a ração. O alimento segue até os tratadores, dentro dos galpões, mas as doses são controladas: apenas duas vezes ao dia, às 5h e às 7h. Tanto as matrizes quanto a ração, são fornecidas pela Languiru, de Teutônia, cooperativa na qual são integrados.

Foto: Débora Kist / Folha do MateWellington Walker, filho de Luciano e Márcia, segue a produção dos pais
Wellington Walker, filho de Luciano e Márcia, segue a produção dos pais

PRODUÇÃO

As 30 mil matrizes são da raça Cobb, reconhecida como grande produtora de pintos e de alta performance de frangos de corte. Segundo Márcia Walker, no auge da produção, são cerca de 24 mil ovos por dia. Eles são recolhidos, colocados em bandejas e depois passam por um processo de ‘fumegação’, durante alguns minutos dentro uma sala específica, para protegê-los de bactérias.

A cada dois dias, um caminhão da Languiri vai buscá-los, levando cerca de 43 mil ovos por retirada. Conforme Márcia, a média de ovos ‘que descascam’, ou seja, que geram pintos, chega a 90%. Mas isso não tem como prever e eles só sabem depois, após receber os relatórios da cooperativa.

Foto: Débora Kist / Folha do MateFamília Walker recebe 30 mil matrizes por ano, mantidas em quatro aviários
Família Walker recebe 30 mil matrizes por ano, mantidas em quatro aviários

Aves de corte em 2017*

– Criadores: 18 famílias
– Aviários: 37 em funcionamento
– Frigoríficos: 1
– Toneladas produzidas: 6.612

Ovos em 2017*

– Criadores ovos galados: 4 famílias
– Criadores ovos coloniais: 4 famílias
– Produção ovos galados: 433.370 dúzias
– Produção ovos coloniais: 109.340 dúzias
– Agroindústrias: 2 (Ovos Gold e Aves Frey)

*Fonte: Folha do Mate

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *