Criadores de gado leiteiro já se planejam para aumentar os cuidados com os animais no inverno

Veterinário afirma que a produção de leite cresce com as baixas temperaturas por causa da melhor adaptação do animal ao inverno.

Criadores de gado da região de Itapetininga se planejam para cuidar dos animais durante o inverno — Foto: Reprodução/TV TEM

Criadores de gado da região de Itapetininga se planejam para cuidar dos animais durante o inverno — Foto: Reprodução/TV TEM

Os criadores de gado leiteiro da região de Itapetininga (SP) estão se planejando para aumentar os cuidados dos animais durante o inverno.

Segundo o veterinário Paulo Tonin, a produção de leite cresce com as baixas temperaturas por causa da melhor adaptação do gado durante o período de frio. No entanto, é necessário reforçar a alimentação rica em energia com a silagem do milho.

“Há aumento da produção de leite porque tratamos melhor o gado. Tem mais comida no cocho e o clima é mais favorável porque dá para produzir mais”, diz.

Criadores de gado se planejam para cuidar dos animais durante o inverno

Criadores de gado se planejam para cuidar dos animais durante o inverno

Além dos gados, os cavalos também precisam de um reforço nos cuidados com a alimentação durante o inverno, como afirma o comerciante Isarel Lopes Camargo.

“O feno não pode faltar porque consegue mais energia para o cavalo, já que o animal sofre mais no inverno”, conta.

Em um haras de Itapetininga, o criador Rodrigo Nunes de Melo precisa cuidar de 130 cavalos. O consumo de alimento chega a dobrar e, para isso, são preparados 10 mil fardos de feno.

“Ele [o animal] vai ter que continuar recebendo aquela mesma quantidade de nutrientes que recebia quando o pasto não estava seco. No caso, oferecer um feno que já fez na época das chuvas e estocou e um pouco mais de ração”, explica.

Além disso, no inverno a pelagem do cavalo também muda pois cresce para proteção. No entanto, mais pelos deixam o animal sujeito à doenças de pele, atraindo fungos e bactérias.

“Também tem que observar para que o animal não desenvolva uma pneumonia ou uma coisa mais séria. Se perceber uma secreção diferente, se persistir e não cuidar, já entra com antibiótico”, conclui Rodrigo.

Aumentam os cuidados com animais na região de Itapetininga durante inverno — Foto: Reprodução/TV TEMAumentam os cuidados com animais na região de Itapetininga durante inverno — Foto: Reprodução/TV TEM

Aumentam os cuidados com animais na região de Itapetininga durante inverno — Foto: Reprodução/TV TEM

Fonte: G1.globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *