Empresa rondoniense leva peixes amazônicos para todo o Brasil

Localizada em Rondônia, na cidade de Ariquemes, a Zaltana Pescados é referência no Brasil no processamento de cortes dos peixes tambaqui, pintado e pirarucu. Fundada em 2002, a empresa possui um modelo de estrutura sustentável, respeitando os mais exigentes padrões para atender o mercado nacional. Seu moderno sistema de produção em cativeiro e tratamento de efluentes garantem a qualidade superior de todos os seus produtos.

Por ser o maior frigorífico da região, a Zaltana abastece atualmente 18 estados brasileiros como Mato Grosso, Goiás, Brasília, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Amazonas e Paraná. Até mesmo o Rio Grande do Sul, forte no consumo de carne bovina, chega a representar 10% do faturamento da empresa, o que significa a grande aceitação dos produtos no Brasil.

Seu complexo industrial foi reformulado e atualmente possui amplas salas corporativas, maior frigorífico, laboratório de alevinagem, fábrica de ração para peixe, balança de pesagem e melhor estrutura para toda a equipe de funcionários e colaboradores. Com a ativação deste novo espaço da Zaltana, o frigorífico tem capacidade para processar até 800 toneladas de peixe mensalmente.

A fábrica de ração de peixes, inaugurada em 2016, tem capacidade para a produzir cerca de quatro mil toneladas de ração por mês, gerando ainda 40 empregos diretos, e irá atender grandes produtores da região que abastecem o frigorífico. É a primeira fábrica brasileira a produzir grão exclusivo para Tambaqui.

A grande aceitação dos produtos no Brasil é motivo de comemoração e otimismo. “Hoje a Zaltana já é referência em pescados de água doce no Brasil e a nossa meta e desejo para 2018 é exportar para outros países, afirma Bruno Leite, sócio proprietário da empresa.

São produzidos pela Zaltana: Pintado inteiro, filé e filezinho de Pintado, Pintado em posta, e iscas de Pintado, filé de Pirarucu, Pirarucu esviscerado sem cabeça, Pirarucu inteiro, Pirarucu em postas, manta de Pirarucu, e isca de Pirarucu, Tambaqui espalmado, banda de Tambaqui, filé de Tambaqui, costela palito, lombo de Tambaqui e costela Ventrecha.

Site: www.zaltana.com.br

Fonte: Folha Nobre

Deixe uma resposta