Exportações de alimentos da Rússia podem duplicar até 2025 graças a sanções internacionais

A Rússia está fortalecendo suas posições no mercado global de alimentos, com seu setor agrícola crescendo exponencialmente. De acordo com o Ministério da Agricultura, isso acontece graças à política governamental implementada em resposta às sanções.

Vista pelo Kremlin de Moscou, Rússia (foto de arquivo)

Ele notou que durante os últimos três anos, a Rússia reduziu muito as importações de açúcar (em 73%), carne (em 36%), e produtos de queijo (em 29%), enquanto a produção doméstica nestes setores aumentou significativamente.

As estatísticas mostram que as capacidades das exportações russas no setor agrícola aumentaram em 15 vezes na década passada. Como resultado, as exportações de açúcar subiram 17 vezes nos últimos dois anos. As exportações de legumes e azeite elevaram 40%.

Bandeiras da Rússia e União Europeia

Em março, durante a intervenção perante a Assembleia Federal, o presidente russo Vladimir Putin disse que as exportações de alimentos aos mercados internacionais devem superar as importações nos próximos quatro anos. O presidente exigiu o crescimento nas exportações de carne, e o nível de autossuficiência em carne bovina, produtos diários e legumes.

Atualmente, a Rússia bate recordes na produção de cereais, que superou a colheita sem precedentes do ano passado e o padrão estabelecido pela União Soviética de 1978. O país coletou cerca de 135,393 milhões de toneladas de grão, incluindo 85,9 milhões de toneladas de trigo, durante esse período vegetativo. Segundo as previsões, as exportações podem estabelecer mais um recorde nesta estação.

Fonte: Sputnik News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *