Inauguração da nova fábrica De Heus agita o agrobusiness no Paraná

A unidade de Toledo é uma fábrica dedicada, nos moldes holandeses, e que já produz a linha de Rações Premium Romelko, novidade no Brasil…

Inauguração da nova fábrica De Heus agita o agrobusiness no Paraná

A inauguração da nova fábrica dedicada da De Heus, em Toledo, movimentou o agrobusiness no Paraná e reuniu empresários, produtores, cooperativas e autoridades da região, como o prefeito da cidade, Lucio de Machi; o secretário de desenvolvimento econômico, Paulo Almeida; e o ex-prefeito Beto Lunitti. Também prestigiaram o evento: Koen De Heus, CEO global da empresa; e Ton van der Laan, membro do Board do Grupo Royal De Heus; que vieram da Holanda para o lançamento. Segundo o diretor-presidente da empresa, Hermanus Wigman, essa nova unidade de fabricação é estratégica para o crescimento da empresa, porque traz um novo paradigma quanto a padrões de qualidade e de segurança sanitária em rações pré-iniciais para suínos e aves. “Trata-se de uma evolução tecnológica para a nutrição animal, pois é uma evolução na eficiência nutricional dos sistemas produtivos, uma evolução no perfil de saúde e bem-estar dos animais, uma evolução na competitividade de nossos clientes e na rentabilidade das cadeias produtivas de aves e suínos”, destacou, no discurso de abertura.

Ele salientou que a fábrica dedicada da De Heus implantou uma tecnologia inovadora e evolutiva para a produção de rações iniciais, que está em perfeita sintonia com as crescentes demandas do Século 21 por excelência produtiva, alta qualidade e saudabilidade dos alimentos. “Nossa intenção é estimular o progresso do campo, ajudando cada produtor a tirar o máximo de seu rebanho”, completou Koen De Heus, CEO global da empresa. “Essa tecnologia já é desenvolvida na Europa, conforme às exigências do mercado europeu por rações sem adição de antibióticos, o que proporciona produtos de absoluta segurança sanitária, alinhados aos conceitos de alimentação animal, com maior valor nutricional e uso racional de aditivos”, explicou Wigman.

O diretor-presidente da empresa destacou, também, que houve um investimento de 25 milhões de reais – todo ele oriundo de capital próprio. “A Unidade Industrial De Heus de Toledo foi concebida com um sistema produtivo inédito, de alto padrão, com capacidade de até 50 mil toneladas/ano de rações iniciais para suínos, em dois turnos. Um volume com potencial para alimentar 8 milhões e meio de leitões por ano – plantel equivalente à produção média de 280 mil matrizes alojadas. Nela, já estamos produzindo a nova linha de Rações Premium Romelko para leitões, que revoluciona o conceito de alimentação antes e após o desmame, potencializando a saúde intestinal dos animais e seus resultados de crescimento”, detalhou.

Toledo foi escolhida estrategicamente para a nova unidade De Heus, pois é considerada “a capital do agronegócio do Paraná” – incentivado pelo solo fértil e plano -, onde se concentram cooperativas e outras diversas empresas do segmento. O município é um dos maiores produtores de grãos do interior do estado e possui cerca de um milhão de suínos em criação. “Para o município a nova fábrica só vem agregar benefícios, como renda, emprego, divisas, e ainda vai qualificar a produção da região”, salienta o prefeito de Toledo, Lucio de Machi. Para o secretário de desenvolvimento econômico do município, Paulo Victor Almeida, a chegada da De Heus – que está estabelecida em mais de 50 países – traz desenvolvimento e integração global à cidade paranaense.

Para saber mais sobre o assunto, acesse: www.deheus.com.br/artigos/fabrica-dedicada-a-leitoes-um-novo-conceito-em-nutricao-de-suinos-539 e veja também o vídeo no youtu.be/U6ajlthDd0E.

Fonte: Pork World

Deixe uma resposta