Leve respiro para os frigoríficos de bovinos

      Nenhum comentário em Leve respiro para os frigoríficos de bovinos
Criação de gado em Paulínia (SP) Boi Carnes
Oferta de animais acabados segue crítica, mas começo da semana negócios foram fracos (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Os frigoríficos ganharam um dia para um leve respiro nas compras de boi gordo. A segunda-feira (16) foi de estabilização ou recuos nas principais regiões produtoras.

Mas pode ser um alívio breve do boi bom de prêmio China em torno dos R$ 300, em São Paulo, em abertura de semana de poucos negócios. E a falta de animais acabados segue sendo crítica.

No entanto, também, a segunda quinzena do mês se pronuncia, período mais fraco para o já vulnerável mercado interno.

De modo que os negócios de amanhã deverão dar uma sinalização mais firme sobre as tendências da semana.

Pelos dados levantados pela Scot Consultoria, no animal a vista, em São Paulo ficou em R$ 285, mesmo que sexta. Pela Agrifatto, foi registrado recuo, de 0,31%, para R$ 287,22.

No Mato Grosso as duas notaram pequeno recuo, de 0,10% a 0,15%, com a segunda consultoria apontando o fechamento dos negócios de balcão em R$ 277,25 e, pela primeira empresa, média de R$ R$ 273.

No Pará e Tocantins, ambas notaram preços iguais que os da sexta.

E nas importantes praças de Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso, este o principal produtor nacional, a Scot, que possui uma abrangência de pesquisa mais capilar, viu baixas generalizadas.

No Mato Grosso, as duas regiões com mais bois, Sudoeste e Sudeste, as cotações fecharam iguais em R$ 266.

Fonte: Money Times

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *