Marca de frangos orgânicos investe em negócio com foco na geração Millennials

SVO visa clientes com pouca confiança em grandes instituições, que desejam um produto artesanal, mas querem se sentir conectados a comunidade

fevereiro, 2018, releases empresas, fotos atualizadas , Reprodução/SVO
Modelo de negócio focado no fazendeiro busca conectar consumidor da comunidade Reprodução/SVO

Você já deve ter ouvido falar da geração millennials. Ou não? Se não, os millennials, também conhecidos como a geração Y, são aqueles nascidos entre 1979 e 1995. Um estudo do Google Brasil, feito pelo Google BrandLab de São Paulo, mostra que marcas precisam tratar os millennials com outros olhos. E é claro, os americanos já estão observando atentamente os movimentos desse grupo que tem um ponto que os une: o acesso a informação 24 horas por dia.

Não dá para considerar todos os jovens consumidores dessa geração como uma massa única de gostos e comportamentos idênticos, no entanto, trata-se de uma geração que tem pouca confiança nas grandes instituições. Nesse contexto, Jefferson Heatwole, co-fundador da Shenandoah Valley Organic (SVO), com sede em Harrisonburg, Virgínia, decidiu impulsar não apenas uma outra marca de frango orgânico, mas um novo modelo de negócio.

fevereiro, 2018, releases empresas, fotos atualizadas , Reprodução/SVO
Produto oferece um código em seu rótulo que indica a fazenda onde o frango foi criadoReprodução/SVO

O modelo de negócios da SVO visa clientes milenarizados que têm pouca confiança em grandes instituições, desejam um produto artesanal, mas querem se sentir conectados a comunidade. De acordo com a publicação Pork Business, alguns estão chamando SVO do “anti-Tyson”.

Como funciona o modelo Farmer Focus

A marca de frango da SVO é chamada “Farmer Focus”, que é descrita como “Frango de corte manual orgânico”. Segundo a empresa, no Farmer Focus, o frango orgânico é criado em pequenas fazendas familiares comprometidas com os mais altos padrões éticos, com escala livre, certificação de bem-estar e sustentabilidade, sem antibióticos ou consumo de subprodutos animais. Além disso, o produto oferece um código em seu rótulo que indica a fazenda onde o frango foi criado – com isso os consumidores podem inserir um código de identificação da fazenda no site da empresa para ver a história da fazenda onde esse animal foi criado.

fevereiro, 2018, releases empresas, fotos atualizadas , Reprodução/SVO
consumidores podem inserir um código de identificação da fazenda no site da empresa para ver a história da fazenda onde esse animal foi criado.Reprodução/SVO

Porém, um dos pontos mais explorados pela marca é a ideia de “Fazendeiro Livre”. De acordo com a empresa, o objetivo fundamental da SVO é melhorar o negócio da agricultura, por isso foram buscar, com os próprios produtores, o que seria uma parceria comercial ideal. Sua resposta? “Queremos possuir nossos frangos e manter o controle de nossas fazendas”. Dessa sugestão, surgiu o modelo de negócio focado no fazendeiro, “que permite um orgulho de propriedade, desempenho e realização”.

“O modelo SVO concede liberdade aos produtores tratando-os de forma independente, independentemente do tamanho de suas fazendas, e paga por tempo e cuidados dedicado aos animais”, afirma a empresa. “O resultado final é o frango de alta qualidade e agricultores cujos ganhos refletem seu trabalho árduo e integridade”.

Fonte:Avicultura Industrial

Deixe uma resposta