Mato Grosso recebe a Expedição Suinocultura

      Nenhum comentário em Mato Grosso recebe a Expedição Suinocultura

Após passar por Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul, projeto debate o desenvolvimento do setor no estado…

Mato Grosso recebe a Expedição Suinocultura

Na estrada desde o início de setembro, a Expedição Suinocultura segue para o Mato Grosso, o 5º maior produtor de suínos no país. Após passar por Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do sul, o projeto técnico-jornalístico debate o desenvolvimento do setor na região Centro-Oeste. A Expedição vai visitar as cidades de Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum e Cuiabá. O estado foi responsável por 205 mil toneladas das 3,7 milhões produzidas no Brasil em 2016. O roteiro contempla indústrias, frigoríficos, granjas e entidades representantes da cadeia produtiva da carne suína.

Após sofrer um período de instabilidade no último ano, devido à escassez do principal insumo, o milho, o setor se mostra confiante e se destaca em produção. “A suinocultura é um setor com enorme potencial. Por isso, um dos grandes objetivos da Expedição é discutir sanidade, produção e mercado. Também queremos criar um palco de debates para quebrar paradigmas e mostrar que esta é uma carne saudável”, afirma o gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador do projeto, Giovani Ferreira.

Parte dessa confiança se mostra por meio dos investimentos feitos na região, a exemplo da única usina exclusiva de etanol de milho do Brasil, construída na região de Lucas do Rio Verde. E para debater sobre a produção e iniciativas da região quanto à cadeia suína, a equipe da Expedição será recebida pelo Secretário Municipal de Meio Ambiente, Márcio Albieri, na Prefeitura da cidade. Além dele, o encontro contará com a presença de representantes de entidades do setor.

Destaque – A carne suína mantém números expressivos no país. No ano passado, foram exportadas 732 mil toneladas para mais de 70 países. Houve um aumento de 100 mil toneladas na produção em comparação a 2015, enquanto as exportações cresceram 30% – os maiores volumes da história. A atividade movimenta mais de R$ 140 bilhões por ano e também é responsável pela geração de 126 mil empregos diretos e mais 900 mil indiretos. “A carne suína é a proteína animal mais consumida no mundo. Assim, precisamos entender como a cadeia produtiva está se organizando para continuar crescendo e distribuindo renda”, completa Ferreira.

Fonte: Pork World

 

Deixe uma resposta