Mercado de suínos atrai investimentos, e o Paraná terá o maior abatedouro do país

Com custo de produção mais baixo, suinocultura ganha ainda mais espaço no oeste do estado.

A suinocultura paranaense está fechando 2017 em alta. Um dos motivos é o custo mais baixo, que caiu de R$ 3,80 o quilo do animal vivo em janeiro para R$ 3,35 em novembro.

O bom retorno tem animado o produtor a apostar na atividade. Em uma cooperativa de Cascavel, no oeste do Paraná, por exemplo, a produção aumento 50%, chegando a 1,8 mil porcos abatidos por dia. Com estes números, a expectativa é dobrar a produção em quatro anos.

A região oeste concentra 45% da suinocultura do Paraná. Com vistas nesse mercado, em Assis Chateaubriand está sendo construído o que promete ser o maior abatedouro de suínos do país.

A unidade deve ser inaugurada em 2019 e terá capacidade para abater 3.750 cabeças por dia. E, até 2030, espera chegar à marca de 15 mil por dia.

Fonte: G1 Globo

Deixe uma resposta