Principal comprador de carne suína veta exportações brasileiras

Rússia anunciou embargo nesta segunda-feira às carnes suína e bovina do Brasil. País encontrou substância proibida em embarques e deixa de importar os produtos a partir de dezembro

Jonathan Campos/Gazeta do PovoRússia decretou embargo às carnes suína e bovina brasileira . Veto passa a valer em dezembro | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

A Rússia anunciou nesta segunda-feira (20) que irá restringir as importações de carne suína e bovina do Brasil. A Agência Federal de Vigilância Veterinária e Fitossanitária (Rosselkhoznadzor) do pais irá impor temporariamente restrições às importações a partir de 1º de dezembro.

O motivo seria a presença do aditivo alimentar ractopamina, identificado em algumas das remessas enviadas ao país. No site da Rosselkhoznadzor, constam sete notas de restrições temporárias a embarques de carne suína e bovina da Seara Alimentos.

A substância proibida é utilizada para estimular o crescimento de massa muscular em animais. “Infelizmente, o Rosselkhoznadzor é forçado a afirmar que, de acordo com os estudos laboratoriais, os estimulantes de crescimento banidos foram novamente detectados nos produtos de criação de gado que chegam à Rússia do Brasil em 2017”, afirmou em nota o órgão russo.

Se a sustância for novamente identificada, os carregamentos brasileiros dessas modalidades de carne para a Rússia podem ser completamente proibidos.

Posicionamento

O Ministro da Agricultura, Pecuária e Agricultura (Mapa), Blairo Maggi, nega que a Rússia tenha fechado completamente seu mercado. “É uma coisa que acontece permanentemente nas fiscalizações”, ponderou.

Maggi explicou que a substância encontrada é permitida em alguns países e que cabe ao Brasil fazer as correções solicitadas. “Se alguma empresa fraudou, deixou passar ou não conseguiu controlar isso, cabe a eles fazerem essas adequações”, afirmou.

O mercado russo é um dos principais compradores da carne brasileira, sendo o principal importador da suína brasileira e o quarto maior importador da bovina.

Fonte: Gazeta do Povo

 

 

Deixe uma resposta