Ração para tratamento de doenças causou mortes de cães nos EUA

Fabricante de ração especial usada para tratar doenças fez recall de 25 produtos após cães morrerem por overdose de vitamina D.

A cachorrinha Maggie morreu após tratamento com a ração especial

A cachorrinha Maggie morreu após tratamento com a ração especial

O fabricante de uma ração especial para cães convocou um recall de 25 tipos de ração em lata premium,  usadas em tratamento de saúde, que teria causado a morte de diversos animais nos EUA.

A Hill’s, que fabrica a linha Prescription Diet, está pedindo para donos de todo o país devolverem as latinhas de diversos lotes com vencimento em 2020. A maioria é de rações especial para tratamento de problemas digestivos nos pets.

A causa é a presença de níveis excessivos de vitamina D na ração. Em pequenas doses, a vitamina é necessária para a saúde dos cães, mas nos lotes que estão em recall, pode causar vômitos, perda de apetite, sede excessiva, perda de peso e, em excesso, problemas renais que podem levar à morte.

Sintomas compatíveis com overdose

Foi o que aconteceu com Mocha, a cachorrinha de Laura Freeman. Em entrevista ao Washington Post, a moradora do Texas contou que a pet, de 4 anos, foi diagnosticada com gastroenterite em outubro.

O veterinário receitou a ração, para que ela recuperasse o apetite. Em questão de dias, a saúde de Mocha se deteriorou. Ela perdeu a energia, vomitava sem parar e teve diarreia. No início de novembro, ela foi internada em um hospital veterinário mas, no dia, 9, teve uma parada cardíaca e morreu.

“Vários dos sintomas dela eram compatíveis com uma overdose de vitamina D”, afirmou ela. “A comida deveria ser boa para ela. Era cara, mas eu estava disposta a pagar porque queria que ela melhorasse”.

Agora, a dona exige da empresa um pedido de desculpas e um ressarcimento dos mais de US$ 3 mil (cerca de R$ 11 mil) em despesas que teve com o tratamento de Mocha.

Problemas com fornecedor

Na nota sobre o recall, a Hill’s alega que o nível de vitamina D é causada com problemas de um fornecedor. Segundo a empresa, apenas comidas em lata para cachorros foram afetadas. Rações secas, petiscos e comida para gatos não teriam o mesmo problema.

Uma repórter do próprio Washington Post, Caitlin Gibson, escreveu em um post no Twitter que sua cachorrinha, Maggie, morreu após comer a ração com excesso de vitamina D.

“Donos de cães, se vocês alimentam seus bichinhos com Hill’s, por favor, leiam esse aviso de recall cuidadosamente. Minha amada menina morreu depois de comer essa comida e apresentar todos os sintomas de envenenamento por vitamina D. Por favor, compartilhem e se certifiquem que seus companheiros estão seguros”, escreveu ela.

Fonte: Noticia R7

Deixe uma resposta