Segurança do Trabalho em Fábricas de Ração – NR10

A NR-10 é muito importante, pois, fábricas de ração trabalham com alta demanda de energia, e é necessário ter um eletricista em tempo integral na empresa para garantir o bom funcionamento e a segurança dos demais funcionários.

Acidentes importantes dentro das fábricas de rações muitas vezes acontecem por falta de atenção e negligencia por parte de operadores e eletricistas.

Um dos acidentes mais comuns envolvendo colaboradores é a higienização ou manutenção de grandes equipamentos tanto na indústria alimentícia como na de ração, o misturador é um dos grandes vilões.

Por um excesso de confiança muitos acidentes ocorreram por falta de um protocolo muito simples que é o desligamento em dois pontos o equipamento com botão de emergência e no CCM (Centro de Controle de Motores) e no momento do religamento todos os envolvidos no processo deveriam estar no mesmo recinto para fazer o religamento do equipamento.

Em muitas fábricas de ração já temos o CCM isolado do restante da fábrica, a porta fica trancada e quem tem acesso é somente o pessoal com curso habilitado para fazer tal operação e limpeza.

Porém outro acidente muito comum é a do pessoal da faxina que entre nesses locais sem ser acompanhados por um profissional habilitado e/ou operadores que entram para rearmar algum equipamento que foi desarmado.

Outro problema é a invasão de animais como ratos e gambas nesses locais, causando um estrago generalizado na fiação e componentes dos painéis. Uma boa opção que recomendo é o uso de espuma expansiva para fechar todos os possíveis locais onde esses animais possam vir a entrar.

Ainda falando desses animais, eles além de comer a fiação, muitas das vezes são eletrocutados e na maior parte dos casos derrubarem a energia da fábrica, causando um transtorno generalizado.

Porém eu já presenciei um animal preso no Trafo da fábrica, na qual ele morreu eletrocutado, porém o corpo dele continuou servindo como condutor de energia e a mesma não sofreu queda por um curto período, e a mesma ficou variando. O problema é que muitas vezes esses animais podem sofrer combustão por conta da carga energética e causar um incêndio que irá trazer grandes prejuízos as fábricas.

O importante nesse caso é se manter em alerta, cumprir com os pop’s (procedimentos operacionais padrão) de controle de pragas que visa justamente o afastamento desses animais das fábricas seja ela de ração ou de alimentos.

Fora isso não se esqueça de se manter em dia com a NR.10 itens 10.9 e 10.10 na qual prevê uso de extintor de incêndio próximos a áreas dos painéis seja ele de comando espalhados pela fábrica ou dentro do próprio CCM, e tenha sempre sinalização de segurança, para afastar curiosos e que seja um seguro para quem estiver próximo equipamento.

Abaixo segue os extintores que podem ser utilizados em equipamentos elétricos e painéis energizados:

E além dos extintores, esses profissionais que lidam diariamente com o a energia elétrica necessitam de EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual), especiais para a situação conforme os dispostos abaixo:

  1. 2.9.1 Nos trabalhos em instalações elétricas, quando as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou insuficientes para controlar os riscos, devem ser adotados equipamentos de proteção individual específicos e adequados às atividades desenvolvidas, em atendimento ao disposto na NR 6.
  1. 2.9.2 As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades, devendo contemplar a condutibilidade, inflamabilidade e influências eletromagnéticas.
  1. 2.9.3 É vedado o uso de adornos pessoais nos trabalhos com instalações elétricas ou em suas proximidades.

E vale lembrar que a responsável por isso é o próprio empregador conforme Norma Regulamentadora 6 e cobrar o seu uso diariamente, para que o operador se proteja conforme NR-6:

6.6.1 Cabe ao empregador quanto ao EPI:

  1. a) adquirir o adequado ao risco de cada atividade;
  2. b) exigir seu uso;
  3. c) fornecer ao trabalhador somente o aprovado pelo órgão nacional competente em matéria de segurança e saúde no trabalho;
  4. d) orientar e treinar o trabalhador sobre o uso adequado, guarda e conservação;

Enfim, a montagem de fábricas ração devem atender a todas as normas da NR-10, além de outras normas que irá prever a segurança do operador, nos próximos textos irei falar um pouco mais sobre as outras normas na qual jugo ser interessante ressaltar, para poder melhorar, as condições de trabalho do operador.

Um Forte Abraço e até a próxima!

Eng. Rafael RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *