Seiketsu – Senso de Bem-Estar

      Nenhum comentário em Seiketsu – Senso de Bem-Estar

O Seiketsu visa à melhoria da qualidade de vida, criando condições que favoreçam a saúde física, mental e emocional, dos funcionários, a partir de práticas de higiene e boas práticas de vivência no ambiente de trabalho. O senso de higiene reforça a necessidade de uma mudança comportamental.

Do ponto de vista da indústria podemos associar esse senso de qualidade juntamente com a implementação e manutenção de duas normas regulamentadoras que são a NR-5 que fala sobre implementação da CIPA (COMISSÃO INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES), dentro dela a SIPAT (SEMANA INTERNA DE PREVENÇÃO DE ACIDENTES DO TRABALHO) e a NR-6 que fala sobre a obrigatoriedade de uso EPI’s (EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL).

Essas duas normas foram criadas para garantir que o colaborador possa se prevenir de doenças adquiridas dentro da área de trabalho. Seiketsu desafia o colaborador a levar esse aprendizado para a vida e com isso possa ter uma vida com menos riscos de contrair doenças e prevenir acidentes fora do ambiente de trabalho.

Ao organizar as suas atividades diárias devemos dedicar um tempo para nós, um tempo para a família, os amigos e um tempo para organizar as ideias, os planos pessoais e os objetivos de vida.

Cuidar da higiene é, além da sua limpeza pessoal, também cuidar da sua imagem e da mente. Para ter uma boa imagem pessoal, devemos cortar o cabelo, ter a barba e as unhas bem cuidadas, usar roupas e sapatos limpos, estar sempre de banho tomado. E, no aspecto psicológico, trabalhar a autoestima, administrar problemas e conflitos emocionais, expulsar os maus sentimentos e ter empatia.

Além disso, é preciso estar atento ao bem estar coletivo: mantenha um bom clima organizacional, zele pela qualidade das relações de trabalho e mantenha o local de trabalho e as áreas comuns organizadas e limpas.

Nesse senso, as pessoas confundem muito e acham que higiene é só aquilo que elas veem, roupas, sapatos, calçados… A limpeza mental, a tranquilidade interior é importante para que a produtividade e a boa convivência aconteçam dentro da empresa, por isso tenha hábitos saudáveis.

Abaixo estão listadas algumas dicas que devem ser feitas primeiro pelo colaborador e posteriormente o que a empresa pode promover para ajudar nessa boa adaptação e melhora da higiene mental e corporal:

Colaborador:

  • Cuide para que a prática dos sensos anteriores permaneça – não se esqueça dos outros sensos, lembre-se que o programa 8S é como se fosse um quebra-cabeça, você só chegou aqui por que encaixou as peças corretamente. Se por acaso você perder uma peça, ou não participar da colocação de uma que já está encaixada, o programa poderá fracassar e você precisará retornar a estaca zero.
  • Realize exames periódicos de saúde – Mesmo fora da empresa, faça um check up e veja como anda a sua saúde, monitore seu peso, sua pressão arterial e sua frequência ao praticar exercícios. Anualmente a empresa faz exames periódicos obrigatórios previstos na NR-7 (PROGRAMA DE CONTROLE MÉDICO DE SAÚDE OCUPACIONAL – PCMSO), mas nem sempre esses exames são completos, vá mais afundo e se conheça.
  • Promova um bom clima de trabalho, ativando franqueza e delicadeza nas relações entre as pessoas – não espere que as pessoas sejam corteses com você, ao invés disso surpreenda, faça boas ações, ajude seus companheiros de trabalho sem esperar algo em troca.
  • Assuma o que fez para não prejudicar o outro – Outra forma de manter um bom clima no ambiente de trabalho é assumir os erros que se comete. Pesquisas confirmam que o fato de a pessoa não assumir o errou faz com que toda a equipe perca um tempo precioso tentando achar o culpado. Só o fato de se assumir um erro já faz com que todos na equipe já o vejam com outros olhos.

Empresa:

  • Implante Sistema de Qualidade e Segurança – Programa como BPF (Boas Práticas de Fabricação) e a CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), faz com que os colaboradores comecem a tomar atitudes para melhorar a própria saúde e com isso incentivar os colegas de trabalho e a própria família.
  • Promova discussões – Em uma empresa com no mínimo 20 funcionários se faz necessário ter uma CIPA. A CIPA é responsável por organizar uma SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho). Aborde temas como tabagismo, sexualidade, doenças sexualmente transmissíveis e todos os assuntos que se sejam importantes para manter sua equipe com boa saúde.
  • Cumpra e busque melhorar os procedimentos de segurança – Um apoio para a implantação desse senso de qualidade pode ser apoiado na Norma Regulamentadora 6. Para cada setor da empresa e para cada atividade deve-se utilizar um tipo de EPI para poder prevenir a integridade pessoal e com isso combater doenças.
  • Incentive ginásticas laborais e campeonatos internos: Ginásticas laborais ajudam tanto na prevenção de doenças do trabalho como, por exemplo, a L.E.R (Lesão por Esforço Repetitivo), como também para pode aliviar o foco de pessoas que trabalham muito concentradas em um determinado trabalho. E quando possível monte mini campeonatos internos de futebol, basquete, vôlei… Essas atividades incentivam a prática de esporte e o senso de coletividade (Shikari Yaro).
  • Promova Treinamentos: Fora do período da SIPAT, promova treinamentos de higiene pessoal, ambiência, pirâmide alimentar, revise os outros S’s do programa 8s, para que todos possam se fiscalizar e continuar cumprindo com os preceitos do programa.
  • Ambiente de Trabalho: Verifique se o ambiente onde seus colaboradores estão atuando tem boa ventilação, boa iluminação, se está com uma temperatura agradável. Observe outros parâmetros que podem ser estabelecidos dependendo do setor de trabalho.

Após implementar o Seiketsu tenha um check list para verificar se todos estão se empenhando em colocar o programa em prática, abaixo segue algumas ideias de verificação dentro de uma fábrica de ração:

  • A quantidade e qualidade da iluminação para o trabalho são adequadas?
  • A apresentação do pessoal (uniforme/vestuário) demonstra asseio?
  • A área suja da fábrica onde ficam alojados os equipamentos de dosagem, moagem e mistura estão limpos e organizados?
  • A área da extrusora, possui sujeira de inicio de processo? Grãos de ração espalhados ou descarte de processo entulhado no setor?
  • A área de ensaque está limpa e sem ração espalhada no chão?
  • O Setor para pesar premix e para preparar o corante das rações está organizado e limpo? As matérias primas estão organizadas em estantes e devidamente identificadas?
  • O Setor de embalagem e depósito de matéria prima está organizado e limpo?
  • Os banheiros, vestiários e armários estão em boas condições?
  • Os colaboradores estão mantendo o local de trabalho limpo e organizado (Seiso e Seiton)?
  • Os colaboradores utilizam os EPI’s (NR-6) adequados em seu setor ou em outros setores, quando necessário?
  • A relação entre os colegas de trabalho é boa, havendo respeito e profissionalismo?

Quando a implantação chega ao fim são observados os seguintes benefícios:

  • Aumento no senso de segurança.
  • Melhoria na imagem dos funcionários.
  • Aumento da satisfação pessoal.
  • Melhoria da imagem da empresa perante os clientes.
  • Colaboradores mais saudáveis. (Menor Absenteísmo)
  • Menos acidentes.
  • Melhoria da qualidade de vida.

Em minha opinião esse é um dos 8S mais fáceis de ser implantado, pois o Seiketsu, nada mais é que uma compilação de todos os outros S’s em um só. Se todos os outros estiverem bem implantados esse vai ser rapidamente colocado em prática. É importante lembrarmos que passamos no trabalho 1/3 das nossas, 24h diárias e, cabe a nós funcionários e diretores fazer com que esse ambiente seja saudável fisicamente e mentalmente para que o trabalho seja produtivo.

Últimos textos:

Forte Abraço!

Eng. Rafael Resende Silva.

Deixe uma resposta