Setor estima que 30 milhões de aves podem morrer

Por conta da greve de caminhoneiros, ração das aves não chega para os granjeiros. Ração que abastece as granjas vem de outros estados.

presidente da Associação de Avicultores do Espírito Santo (Aves), Volkmar Berger, explicou que a falta de ração pode fazer com que os animais morram. Se a ração não chegar até os avicultores nesta terça-feira (29), até 30 milhões de aves e 150 mil suínos podem morrer de fome.

“Nós estamos chegando a uma situação complicada. Nós não somos contra o movimento, porém nesse momento estamos chegando a um momento crítico. A partir de amanhã (29/05), a maioria das granjas de Santa Maria de Jetibá não vão ter alimento para suas aves. Até o presente momento, não houve mortalidade, mas nós estamos chegando a um momento crítico”, explicou Volkmar Berger, presidente da associação.

A ração que abastece as granjas capixabas vem de outros estados. “Nós estamos nessa situação. Até o presente momento, vários granjeiros estão se ajudando para que as aves não passem fome. Estamos em um momento crítico”, completou.

Carga de 10 mil galinhas é doada

Cerca de 10 mil galinhas foram doadas em Vitória, na tarde do sábado (26). Os animais foram doados por produtores de Santa Maria de Jetibá, devido à falta de ração, que não chega ao município por causa da greve dos caminhoneiros.

Carga de 10 mil galinhas é doada por produtores à população em Vitória (Foto: Produtores rurais de Santa Maria de Jetibá)Carga de 10 mil galinhas é doada por produtores à população em Vitória (Foto: Produtores rurais de Santa Maria de Jetibá)

Carga de 10 mil galinhas é doada por produtores à população em Vitória (Foto: Produtores rurais de Santa Maria de Jetibá)

Fonte: G1.Globo

Deixe uma resposta