Treinamentos geram mudanças?

      Nenhum comentário em Treinamentos geram mudanças?

Será que treinamentos são capazes de verdadeiramente provocar mudanças e transformações?

Não faz muito tempo que existia a cultura que os treinamentos dados pelas empresas eram apenas uma forma encontrada para que os funcionários fossem preparados para exercer as suas funções de acordo com a necessidade da empresa e também ajudar no processo de adaptação para os novos integrantes de uma equipe. E todos os treinamentos, ou praticamente todos, eram direcionados apenas para o conhecimento técnico.

Hoje em dia é possível perceber que as empresas estão atentas e preocupadas com o desenvolvimento e aprimoramento comportamental e a gestão do equilíbrio emocional, entre outras questões psicológicas e comportamentais, para que seja possível desempenhar com alto nível de qualidade qualquer atividade, até mesmo as mais críticas, de forma eficaz.

De fato, quando temos uma equipe bem preparada, o fluxo de trabalho tem um ganho muito maior, tornando-se mais eficiente e eficaz. As empresas conseguem se aproximar do atingimento e muitas vezes superar as metas, aumentando assim sua competitividade mercadológica e trazendo bons resultados.

Um ponto importante é que todo o processo de capacitação e treinamento na empresa, antigamente era visto como sendo apenas responsabilidade da equipe de RH – Recursos Humanos. Mas as áreas e departamentos dentro das empresas começaram a perceber que cada vez mais é preciso desenvolver os profissionais com as competências técnicas e comportamentais necessárias, sem que isso altere o papel do RH em identificar possíveis melhorias e sugerir treinamentos.

Importância do treinamento para todos da equipe

Certamente existem diversas empresas que já perceberam que as verdadeiras mudanças após um treinamento, ocorrem quando toda a equipe está preparada e treinada, o que inclui os próprios gestores e líderes, aqueles que estão em campo com a sua equipe no dia-a-dia, e que precisam “dar” o exemplo, demonstrando que mesmo que estejam preparados para a função, há sempre algo a aprender e a melhorar.

As habilidades em treinar, liderar e gerir, além dos conhecimentos técnicos precisam ser reforçados à todas da equipe, para que possam ter ganhos e possam crescer tanto no profissional quanto no pessoal.

Uma sugestão simples que eu gostaria de compartilhar é: realize antes de qualquer treinamento uma análise e veja quais são os pontos que precisam ser desenvolvidos na equipe. Não adianta apenas querer fazer um treinamento e pronto.

Além disso, as funções que são desempenhadas e as atividades também precisam ser levadas em consideração no momento da escolha da carga horária dos treinamentos, para não se criar gargalos. Muitas empresas esquecem isso e acabam sobrecarregando o funcionário.

Para se ter resultados realmente satisfatórios, os líderes e gestores precisam estar diretamente envolvidos no processo, dando o suporte necessário para que o treinamento ocorra da melhor maneira possível. O papel de liderança nesse ponto é de suma importância, pois precisa mostrar a capacidade de conduzir a equipe com uma comunicação clara, para que todo o processo seja feito corretamente e o treinamento seja eficiente. Além da orientação correta, é preciso dar incentivos e manter a equipe motivada, para que os resultados comecem a aparecer rapidamente, porém, um líder só conseguirá desempenhar esse papel eficazmente se também estiver treinado para tal!

Mudanças obtidas com os treinamentos

Qualquer bom treinamento pode proporcionar inúmeros ganhos, começando pelos colaboradores que terão oportunidades de desenvolver suas habilidades e aumentar sua capacidade e a qualidade de entrega. Em seguida vem os líderes e gestores, que terão a oportunidade de serem treinados para exercer corretamente o seu papel (de acordo com o perfil de cada empresa), sendo esse um dos principais desafios dentro de uma organização hoje em dia.

Como resultado podemos imaginar uma empresa com equipes capacitadas para os desafios do dia-a-dia, possibilitando trabalhos melhores e permitindo almejar um patamar mais competitivo no mercado.

Mas peraí! Não é só isso é claro. Para gerar realmente mudanças, os treinamentos precisam ser constantes e reforçar tudo o que está sendo ensinado. Imagine um time de futebol que tenha treinado semana passada para um determinado jogo. Imaginou? Agora me diga se eles vão precisar treinar novamente esta semana para outro próximo jogo? Entendeu o que eu quis dizer?

Saiba que com bons investimentos em treinamentos, a empresa terá profissionais qualificados, poderá trabalhar melhor a retenção de talentos e disseminação das boas práticas para os novos colaboradores, gerando assim um ciclo do bem.

Reflita sobre esses pontos e boa sorte!

Luis Fernando Freitas

Fonte: Administradores

Deixe uma resposta