Três Lagoas prepara implantação de tanque elevado de peixes

Um reservatório será implantado no Viveiro Municipal de forma demonstrativa, para atrair atenção e interesse de criadores e futuros piscicultores.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio (SEMEA) de Três Lagoas recebeu a visita do zootecnista Rafael Foresti Adachi, especialista em piscicultura, que orientará um novo projeto no Município.

Conforme o engenheiro agrônomo da pasta, Manoel Latta Ernandes, a Secretaria iniciou os estudos para a implantação do tanque elevado de peixes, uma alternativa de custo acessível e fácil instalação para pequenos criadores e produtores inseridos na agricultura familiar.

A ideia surgiu após uma equipe composta entre técnicos da SEMEA e produtores rurais de Três Lagoas participarem da TECNOFAM em Dourados, feira realizada pela EMBRAPA, que apresenta novidades em equipamentos, maquinários e métodos inovadores para auxiliar e modernizar a produção rural.

Uma das novidades que chamou a atenção da equipe foi esse tanque, que pode ser instalado até no quintal de casa. “Este equipamento facilita a criação de peixes, justamente por não necessitar escavação ou licença ambiental em casos de tanques em beira de rio”, explicou o engenheiro.

Além de Manoel, a visita foi acompanhada pela engenheira agrônoma Amanda Pivoto e o vereador Celso Yamaguti, um dos idealizadores da implantação do projeto, desde quando era secretário de meio ambiente. Rafael analisou a área, orientou a equipe em como proceder no tratamento dos peixes e utilização adequada do reservatório.

O tanque será instalado no Viveiro Municipal de forma demonstrativa, para que criadores e interessados possam ver como funciona e quais benefícios traz para o cardume e proprietário.

Este tanque é de porte médio, com capacidade de 15 mil litros de água podendo receber até 700 peixes. A oxigenação da água é feita através de uma bomba própria para o reservatório, garantindo qualidade do ambiente aos animais. O projeto está previsto para iniciar até o final de agosto.

Fonte: Diário Digital

Deixe uma resposta