Coloração do Ovo x Escassez de Milho

      Nenhum comentário em Coloração do Ovo x Escassez de Milho

Eng. Rafael Resende Silva

A pandemia do corona vírus nos trouxe grandes problemas de saúde e econômicos, mas um na qual ninguém imaginava era a escassez de matérias primas em diversos setores.

Um que afetou diretamente a cadeia produtora de alimentos foi o aumento nas exportações, esse afetou o abastecimento de produto final mais especificamente a carne em nosso país, e na parte de matéria prima tivemos o milho e soja.

Hoje, dezenove de abril de dois mil e vinte um estamos com uma cotação de milho na casa dos R$ 97,88 de média com a cotação do mercado futuro batendo valores superiores a R$ 105,00.

Apesar de todo o transtorno causado, muita das vezes passamos por situações em casa e nem damos muita atenção pela correria que passamos no dia a dia.

Mas no final do ano passado, enquanto estava de férias, estava cozinhando em casa quando de repente quebrei um ovo e a gema veio muito clara, quebrei outro e ela veio muito escura, por fim resolvi quebrar mais um para ver como viria a cor do milho.

Por sorte veio um tom intermediário aos dois primeiros e é sobre isso que vamos comentar no vídeo. Entre outros ingredientes importantes para a nutrição das aves poedeiras, o milho é importante pelo índice proteico,  energia e ainda ajuda na coloração dos ovos.

Em uma formulação para galinhas poedeiras podemos encontrar fórmulas com até 60% de milho, contudo as empresas de ração tiveram que se mexer no mercado e procurar por substitutos que entregasse um produto final com as mesmas características.

A parte nutricional é até fácil de manipular e fazer as substituições necessárias para alcançar o nível nutricional exigido pelas aves, o difícil foi encontrar a matéria prima certa no mercado quando todos estavam atrás desses substitutos.

Carotenos são pigmentos orgânicos pertencentes ao grupo dos carotenoides responsáveis pelas cores amarela, vermelha, verde e alaranjada de vegetais, algas, fungos, da gema do ovo e da manteiga. Trata-se de substâncias essenciais para a manutenção da vida e impossível de serem sintetizadas por organismos vivos, sendo necessário, então, adquiri-lo através da alimentação.

Conforme presente no trabalho cientifica da nutricionista Maria Cristina Dias Paes, da Embrapa Milho e Sorgo. “Os carotenoides encontrados no milho são β-caroteno, α-caroteno e β-criptoxantina, mas a luteína e a zeaxantina, potentes antioxidantes e componentes importantes do olho humano, são os principais carotenoides presentes nos grãos do milho”

E observando esse fato que veio a ideia de falar um pouco sobre o assunto e mostrar um fato que dificilmente pode acontecer.

A ausência de carotenoides no milho não quer dizer que ele seja um milho ruim, algumas alterações nos alimentos e ele poderá causar como a perde de coloração e as deficiências de vitaminas são analisadas posteriormente a sua chegada na planta para que ele tenha um destino digno  de um alimento.

E isso ai pessoal vou ficando por aqui espero que gostem do vídeo, não deixem de curtir o vídeo, assinar o sino para receber as notificações e compartilhar esse vídeo com seus amigos.

Um forte abraço e até a próxima.

Eng. Rafael Resende Silva

VÍDEO SOBRE COLORAÇÃO DO OVO – YOUTUBE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *